40 são os novos 30?

Como funciona o corpo das mulheres?

Quando o feto feminino está se formando, lá pela vigésima semana de gestação, são produzidas todas as células que darão origem aos óvulos. Cada mulher nasce com cerca de 5 milhões dessas células, chamadas de folículos primordiais. Parece bastante, não? Mas na primeira menstruação se vão 500 mil e a cada ciclo menstrual se vão mais e mais, até que aos 37 anos são apenas 25 mil e só 1 mil perto da menopausa. Então, naturalmente, há uma diminuição da fecundidade relacionada à idade da mulher, acentuada a partir dos 32 anos e drástica depois dos 37 anos de idade.3

Também por volta ou depois dos 32 anos de idade algumas mulheres passam por um processo chamado de envelhecimento precoce dos óvulos. Esses óvulos mais “velhos” podem ter qualidade inferior e também impactar no sucesso de uma gravidez.4 São muitos riscos e variáveis que não estão nas nossas mãos…

Mas como preservar a fertilidade para ser mãe na hora certa?

O melhor a fazer se você quer ser mãe-solo no futuro é visitar um fertileuta – médico especializado em fertilidade – o quanto antes, e avaliar com ele quais as melhores formas de preservar a sua fertilidade. Ele pode, por exemplo, recomendar um exame para avaliar a sua reserva ovariana (a quantidade e a qualidade dos seus óvulos) e, a partir dali, decidir com você quais os melhores caminhos a seguir. Como muitas mães-solo podem optar por ter um bebê por meio de um tratamento de fertilização in vitro (FIV), o congelamento antecipado de óvulos resolve duas questões de uma só vez! Você preserva a sua fertilidade para o futuro, enquanto antecipa uma etapa obrigatória do seu tratamento para engravidar via FIV, que é a estimulação ovariana para a retirada de óvulos maduros.2

As outras etapas da fertilização in vitro consistem na fecundação de seus óvulos com espermatozoides, gerando embriões, e a implantação de um ou mais embriões no seu útero, dando início à gravidez.2 Saiba que você também pode optar por já congelar o embrião em vez de óvulos (ou até ambos), de acordo com a recomendação do seu médico e seu desejo pessoal. O site da Sociedade Brasileira de Reprodução Assistida (SBRA) traz uma lista de clínicas associadas por cidade. Você pode fazer uma busca simples clicando aqui.

Referências

  1. Lampinen R, Vehviläinen-Julkunen K, Kankkunen P. A Review of Pregnancy in Women Over 35 Years of Age. The Open Nursing Journal. 2009;3:33-38. doi:10.2174/1874434600903010033.
  2. NICHD. Assisted Reproductive Technology (ART). Disponível em https://www.nichd.nih.gov/health/topics/infertility/conditioninfo/treatments/art. Acesso em 08/01/18 às 21:25.
  3. George K, Kamath MS. Fertility and age. Journal of Human ReproductiveSciences. 2010;3(3):121-123. doi:10.4103/0974-1208.74152.
  4. Subrat P, Santa SA, Vandana J. The Concepts and Consequences of Early Ovarian Ageing: A Caveat to Women’s Health. Journal of Reproduction & Infertility. 2013;14(1):3-7.
Conteúdos mais acessados