Gravidez depois do Câncer?

Então como conversar com seu oncologista sobre sua fertilidade?

Ainda que seu oncologista não aborde o tema da preservação da fertilidade espontaneamente, é importante que você esclareça isso com ele antes de começar o seu tratamento para o câncer. Pergunte a ele se seu tratamento irá te expor ao risco da infertilidade – e o que você pode fazer para evitar ou minimizar isso antes de fazer uma cirurgia, iniciar a quimioterapia ou a radioterapia, por exemplo.

Perguntas que você pode fazer para seu oncologista:

Meu tratamento para o câncer pode acabar com minhas chances de engravidar naturalmente?
A infertilidade, no meu caso, seria algo temporário ou permanente?
Existe algo que eu possa fazer antes de começar meu tratamento para aumentar as chances de ter um filho no futuro?
Devo falar com um especialista em fertilidade?

É melhor prevenir?

A decisão sobre preservar ou não a fertilidade é individual e só pode ser tomada por cada paciente (ou pelos pais, no caso de crianças e adolescentes com câncer).4 Apesar disso, ter acesso a um time multidisciplinar pode te ajudar a escolher o caminho mais adequado.1 Por isso, além de conversar com seu oncologista, você pode visitar um especialista em fertilidade – o fertileuta – e buscar aconselhamento familiar e/ou psicológico, se possível.5 Esses passos podem te dar mais segurança na escolha, diminuindo as chances de que você se arrependa no futuro.

Alguns aspectos que você pode considerar na sua decisão:

Você pensa em ter um filho (ou mais filhos) ou quer ter a liberdade para tomar essa escolha no futuro?

Para você (e/ou para seu parceiro), ter um filho geneticamente atrelado a você é importante (um filho biológico)?

Como você se sente e enxerga a perspectiva de eventualmente não poder engravidar?

Como posso preservar minha fertilidade antes do tratamento oncológico?

Para mulheres, o procedimento padrão para a preservação da fertilidade é o congelamento de óvulos.5 O processo consiste na coleta de óvulos para congelamento, e todo o processo pode ser feito em cerca de duas semanas.6 As pacientes que têm um marido/parceiro também podem receber a recomendação para congelar diretamente os embriões (óvulos já fecundados via fertilização in vitro – FIV).7 Seu oncologista, associações de paciente e o serviço social ou a equipe multidisciplinar do hospital onde você diagnosticou o câncer podem te ajudar nesse processo. Você também pode acessar o site da Sociedade Brasileira de Reprodução Assistida (SBRA) para encontrar uma clínica perto de você e obter mais informações.

Referências

  1. Ajala T, Rafi J, Larsen-Disney P, Howell R. Fertility Preservation for Cancer Patients: A Review. Obstetrics and Gynecology International. 2010;2010:160386. doi:10.1155/2010/160386.
  2. American Cancer Society. Preserving Fertility in Children and Teens with Cancer. Disponível em https://www.cancer.org/treatment/treatments-andside- effects/physical-side-effects/fertility-and-sexual-side-effects/preservingfertility- in-children-and-teens-with-cancer.html. Acesso em 20/11/2017 às 10:53.
  3. Coleman SL and Grothey A. Should Oncologists Routinely Discuss Fertility Preservation With Cancer Patients of Childbearing Age? Mayo Clin Proc.2011 Jan;86(1):6-7 doi:10.4065/mcp.2010.0749.
  4. Lambertini M, Del Mastro L, Pescio MC, et al. Cancer and fertility preservation: international recommendations from an expert meeting. BMC Medicine. 2016;14:1. doi:10.1186/s12916-015-0545-7.C.M. Duffy, S.M. Allen. Fertility-preservation decision making among breast cancer patients: a qualitative study. Department of General Internal Med – Research, Brown University, Providence, RI; Department of Gerontology and Health Care Research, Brown University, Providence, RI. P-326 Wednesday, October 21, 2009.
  5. Lawson AK, Klock SC, Pavone ME, Hirshfeld-Cytron J, Smith KN, Kazer RR. Psychological Counseling of Female Fertility Preservation Patients. Journal of psychosocial oncology. 2015;33(4):333-353.
Conteúdos mais acessados